Comércio online infantil dobra faturamento no primeiro semestre de 2017

Mesmo em um período difícil para empresas que trabalham com vendas de produtos, um segmento que continua apresentando bons resultados é o setor infantil. De acordo com o último levantamento desenvolvido pela Loja Integrada, site com soluções para criação de lojas virtuais, só nos primeiros seis meses de 2017 o setor faturou aproximadamente R$ 11,5 milhões de reais. Possivelmente, isso aconteceu porque muitas empresas apostaram num maior investimento em marketing online este ano.

A efeito de comparação, esse valor representa o dobro do que o segmento arrecadou no mesmo período em 2016. Além disso, a quantidade de vendas também cresceu, com mais de 58 negócios feitos, 117% a mais que o ano passado. Para Breno Nogueira, Head da Loja Integrada, é importante que a empresa procure oferecer um diferencial dos seus concorrentes, já que o mercado é bastante competitivo.

Vantagens de uma loja online

Ter uma loja online possui diversas vantagens se comparadas às lojas físicas, mas para Rodrigo de Albuquerque, proprietário da Pijaminhas Kids, o que mais motiva o seu empreendimento é a facilidade que o meio virtual oferece em alavancar as vendas, além de possibilitar que ele passe mais tempo com a família.

De acordo com a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), foi esperado um faturamento de aproximadamente R$ 2,1 bilhões de reais no último Dia das Crianças, já que essa é a época que mais movimenta o setor no ano, seguida do Natal.

Expectativa para o fim do ano

Além de um ótimo primeiro semestre, o setor espera que as vendas nos últimos meses do ano também sejam boas. Entre os dias 25 de setembro e 11 de outubro, era esperado um número de aproximadamente oito milhões de vendas, numa média de R$ 269,00 reais cada. Segundo análise, além dos brinquedos, eletrônicos e acessórios de moda estão entre os itens preferidos dos consumidores.

Segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), mais de 150 milhões de brasileiros aproveitaram o período do Dia das Crianças para efetuar alguma compra, aproveitando os preços e boas condições do mercado. Esse levantamento foi feito observando o comportamento de várias classes sociais. Entretanto, as classes A e B foram as que mais se mostraram dispostas a investir.

E aí, amigo, sua empresa aproveitou o Dia das Crianças para faturar?

Fonte: Portal Digaí

WhatsApp chat